Número total de visualizações de página

terça-feira, 4 de maio de 2010


O marido dela - desde que se casou que perdera a identidade e passara a ser apenas o companheiro de, o homem da - aproveitando o tempo do sono induzido na anafada esposa (através de ingredientes químicos postos no jantar), desceu devagar as escadas que o conduziam à cave e ao seu cúmplice. Debaixo do braço uma garrafa de whisky e dois copos, cumprindo o desejo de selar o negócio pela boca e pelas palavras. O fugitivo pouco dado a eventos sociais, emborcou de um trago um terço da garrafa, obviamente sem agradecer ao anfitrião: - "E é mesmo só isso o que queres? Olha que esta merda não é um filme, eu não sou gajo para brincadeiras. Eu finjo que te roubo a casa, tudo bem, mas e depois? Quanto é que calha aqui ao Zé?" - perguntou-lhe com lábios reluzindo e atirando ainda bafo a Jack Daniels. - "Ah, e pagas adiantado. Antes do assalto, quero tudo na minha mão, em notas."


O marido dela manteve-se calado por um momento. Depois, voltou a subir a escada da cave e deixou o fugitivo novamente só. - "Acho bem que tenhas ido buscar a massa. Estes cabrões dos ricos! "- falou de si para si, o fugitivo excitado com o plano que pouco trabalho e muita recompensa lhe traria. De novo os passos do marido a descer as escadas e um som a plástico roçando contra as pernas. O marido pousa o saco no chão e mostra-lhe um maço. -"É todo para si. Pode contá-lo, se quiser." - diz-lhe o futuro viúvo. O fugitivo musculado, aproxima-se do saco e conta por alto dos vários maços, vê-se que há outro pensamento que o ocupa. "Podes tratar-me por tu. Agora que somos quase amigos. Eu já percebi o teu plano, perfeitamente. É simples, eficiente. Só ainda não percebi como é que vais matar a tua cota". Novamente silêncio na cave. Depois o fugitivo insulflado prossegue: -"Sabes que na prisa não havia mulheres. E eu habituei-me a outros prazeres. Estás a perceber? E fica descansado que eu sou um túmulo. Com os segredos. Entre nós. Um túmulo. Estás a perceber? Tu para cota, até nem és feio. E cheiras bem."