Número total de visualizações de página

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012


Isto não é o início.
This is not the beginning. É uma experiência de luxo. Temos canapés para aguçar o apetite, caviar, verborreia acéfala para nos dilatar o bucho. Open your mind.
Estamos aqui. O tempo é já. Somos animais, criaturas inumanas, coisas. Somos monstros, pequenos monstros, grandes monstros. Entre o câmbio, o fundo e o risco estamos errados.
Hoje não jogas. Ficas no banco.
Hoje ficas no banco.
Hoje ficas.
Aproveita a inércia, somos muitos, somos demais. A viagem não tem destino marcado, não vamos a parte nenhuma. Isto não é grave, nem marcante. Isto é falso realismo, uma nova objectividade.
This is not a game.
Open your mind.
O nosso corpo é a paisagem da Alemanha de Bosch. Tríptico de guerra. Decapitações, sexo, trocas assépticas, sem cuspo, sodomia, incesto, morte. Somos a redenção da espécie, acreditem. O tempo é já.
Temos porno, pagamos o porno, e pagamos o cunnilingus, e o broche e o medo desta atrofia toda.
Somos terroristas. Somos altruístas.
Somos a enumeração de uma lista de compras, cheia de prioridades. Aguardamos na fila de atendimento especial e não estamos grávidos, não somos velhos, não estamos doentes. Temos ideologia e ética. E ética na ideologia. Somos pós-dramáticos. O tempo é já. Open your mind.
This is not the beginning.
This is not a game.

Cláudia Lucas Chéu in Fora de Jogo