Número total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de junho de 2012


agora que cada vez mais
este eu se imprime
febril e lúcido
na metrópole cheia de gente
esvazio-me de certeza

a tinta mingua e o sangue coalha
na cova
para a cova
somos um covil de vermes
cemitério infinito em expansão
sobrelotado adiado e extinto  


in Meditações Sobre o Fim - Os Últimos Poemas, edição Hariemuj, Junho 2012