Número total de visualizações de página

segunda-feira, 30 de julho de 2012


Duna, estaria no silêncio do hospital, como se os técnicos de bata branca, coreografassem diagnósticos para si. Heinrich sentiu-se contente, por Duna não poder partilhar do ruído dos homens, da máquinas, de tudo, e ter o privilégio de usar outros sentidos para escutar, sem ser pelos ouvidos. Não havia coisa mais enganadora, do que usar - como nos forçaram a crer -, os sentidos correspondentes, e tornar todas as percepções em coisas normalizadas. 
in Disparar Sobre os Humanos