Número total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de outubro de 2012


(fala para si próprio)

Põe os óculos escuros, cabrão, não vês que ainda ficas ceguinho,
já é de dia e tu `tás todo lost.
Assim é que é, vá aguenta-te,
tomar o pequeno almoço é coisa para meninos,
bebe mais um copo, escreve mais uma linha,
o que interessa é não começar amainar.
Oh yeah!
A festa só acaba quando nós quisermos.
Oh yeah! Confia em mim, im your brother.
`Tás a ouvir? Põe os óculos escuros, cabrão.






Não somos humanos,

ou então ser humano é isto,

uma bosta.

Não somos humanos,

somos monstros.

sábado, 6 de outubro de 2012

Imagina,
estás num túnel, apertado.
Não há luz, nenhuma, tens um isqueiro no bolso, mas não podes lá chegar, 
estás demasiado entalado e não consegues mexer as mãos.
Imagina, 
o túnel começa a encher aos poucos com água suja,
água do esgoto,
vais-te aguentando até ficares com um fiozinho de ar apenas.
Imagina, 
pões-te a imaginar que vais conseguir safar-te desta,
ainda não sabes como, 
mas vais safar-te,
imagina que o túnel, o esgoto, e toda a merda são a merda do onda parque,
e não tarda estás a deslizar,
não tarda estás a descer,
não tarda nadas noutra piscina, 
e tiras o isqueiro do bolso.


Cláudia Lucas Chéu