Número total de visualizações de página

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014



Klaus
Hoje aconteceu uma coisa incrível.
Sabes aquele meu colega, John, o gordo – acho que já te falei dele.
O problema dele nem é ser badochas, é ser feio;
é tão feio que sinto pena
quando tenta fazer-se de engraçado para raparigas que trabalham connosco.
É impressionante como todas as mulheres se afastam dele.
Só o encaram quando tem mesmo de ser;
quando o vejo a fazer figuras tristes costumo desviar o olhar,
acho que é isto a chamada vergonha alheia.
Mas hoje ele fez uma coisa horrível.
Uma colega nossa, a Ruth, disse-lhe que
as pessoas feias não deviam continuar a reproduzir-se, assim de chofre
à frente de toda a gente, enquanto estávamos a almoçar.
Olhou-o nos olhos e disse-lhe sabe uma coisa John, as pessoas feias não deviam reproduzir-se. 

in A Cabeça Muda, Cama de Gato edições, Lisboa, 2014.