Número total de visualizações de página

domingo, 2 de janeiro de 2011


à porta das urgências
deitada na maca
a dona grisalha
tem as mãos juntas numa prece
e as unhas pintadas de prateado
lascadas

a filha anafada
burguesinha expedita de cabelo palha-de-aço
descolorado
pede o livro de reclamações
e firme escreve o obituário da mãe
zangada
pagou todas as mensalidades do documento que lhe prometia vida
sem falhar uma
e foi enganada

a burguesinha senta-se ao lado da inerte dona grisalha e deixa cair a mala
aliviada


2 comentários:

  1. Olá Cláudia:) Parabéns por este blogue e obrigado pela frase citada no Expresso (dia 8 Jan.11), mas que foi proferida ao JL: "Às vezes, as pessoas não conseguem ver uma saída, mas em vez de ficar no mesmo sítio, talvez seja necessário mudar de lugar." Já estava a caminho de viver e trabalhar no continente asiático e a sua frase dá mais confiança à minha mudança:)

    Abraço:),
    Carlos:)

    ResponderEliminar
  2. Olá Carlos.
    Obrigada eu, pela sua gentil mensagem.
    Votos de boas novas e felicidade nas escolhas :)
    Abraço,
    C.

    ResponderEliminar